Dicas

6 Maneiras de comer melhor

Muito se fala de alimentação saudável e sustentabilidade. Mas o que ninguém te conta, é que não é fácil ter uma alimentação legal morando em uma cidade caótica como as grandes metrópoles, até porque, hoje em dia qualquer coisa que tenha o nome GOURMET, mesmo que seja só o arroz e feijão vai custar o olho da cara (no restaurante DOM custa R$ 70).

Como eu sou uma dos muitos que sofrem com a correria caótica da vida em grande metrópole e estou cansada de sobrar mês no meu salario, resolvi fazer uma lista de idéias que podem ser úteis para quem quer se alimentar melhor, mesmo não tendo tempo sobrando.

#1 – COMPRE À GRANEL OU EM ATACADISTAS.

Pode parecer muito dinheiro a ser gasto e excesso de comida, mas comprar produtos a granel é uma forma inteligente de economizar. Eu compro no Armazém Filomena localizado na Rua Santa Rosa na região central de São Paulo, conhecida como Zona Cerealista. Aquilo é a Disneyland dos vegetarianos (especialmente dos pobres).
Só por uma questão de comparação, uma caixa de Sucrilhos com 200g custa em média R$ 8,00 no mercado. Com esse valor, eu consigo comprar 1kg de Sucrilhos na zona cerealista.
Frutas, verduras e legumes, a melhor opção é comprar no Ceasa. Se juntar uma galera para as compras e dividir a conta, sai mais barato ainda. Ir na feira também é uma ótima opção. Escolha uma feira com preço razoável e que os alimentos tenham uma qualidade boa, e não se envergonhe de ir na feira em horários mais tardes, acredite, os feirantes abaixam os preços e fazem qualquer negócio para vender. Nós agradecemos.
Mercados atacadistas também são uma boa opção, já que você compará em grandes quantidades, não precisa ir picadinho no mercado e ver a inflação dos preços.

#2 – COZINHAR, COZINHAR, COZINHAR

Quando não há muitas opções de restaurantes mas há um microondas por perto, cozinhar se torna mais do que necessário. É vital. Até porque, quando cozinhamos, nós medimos a quantidade de sal, temperos, alimentos que gostamos ou não. Você evita aquelas irritantes preocupações de: “tem carne no feijão?, tem caldo de carne na comida?, a chapa do pão é separada?, o óleo da batata é o mesmo do bife?, tem leite na massa do pastel? e no recheio?” e afins que todos os veganos levam horas tentando descobrir e possivelmente serão enganados por algum desavisado que não sabe que toucinho e bacon são a mesma coisa.

Organize-se.

Deixe grãos e leguminosas de molho, cozinhe na pressão, use panelas elétricas e processadores, máquina de pão, faça comida e congele em potes pequenos para facilitar o descongelamento, etc.

 

#3 – AAAH A MARMITA. =)

Você nunca sabe quando seu estômago vai querer algo. E já que os nutricionistas dizem que precisamos comer algo a cada 3 horas, nada como a boa e velha marmita.

A marmita não precisa necessariamente ser somente de comida do almoço. Você pode levar potinhos com castanhas, frutas secas ou frescas picadas, biscoitinhos.

#4 – LEITE VEGETAL, QUE BICHO É ESSE?

Hoje, muitos bebês e pessoas com alergias ou intolerancia a leite tem opções!!!!!!! Leites vegetais são feitos a partir de água + qualquer oleaginosa (castanha de cajú, macadamia, avelã, amêndoa), arroz, soja ou mesmo aveia.
Um leite industrializado, vem geralmente em embalagens de 1 litro e dependendo da marca os preços variam entre 3,99 a 16,00 (arroz, macadamia – importados), então, para quem toma leite de manhã, se a grana tá curta ou a receita é salgada, mão na massa, digo, leite.

#5 – BENDITA SEJA A AVEIA E AS VITAMINAS DE FRUTAS.

Mingau de aveia pela manhã. Parece coisa de vó, mas saiba que elas estão mais do que corretas. Há várias formas de utilizar a aveia e o mingau. Vale a pena ir testando o que te apetece mais. Como a aveia contém glúten, ela sozinha com o leite vegetal consegue dar liga de mingau. Você pode adicionar canela, açúcar e frutas frescas picadas. Vai da criatividade. O importante mesmo é que ela sacia bem no café da manhã, é extremamente barata, e vai segurar a fome.
Se mingau não faz muito seu estilo e você prefere uma coisa mais prática. Suco verde ou vitaminas. Misturar frutas com vegetais é uma forma bacana de começar o dia com bastante energia.

#6 – MAS O SORVETE…

Já é bem sabido que gordura trans é ruim. O que muita gente não sabe, é que gordura vegetal hidrogenada é um nome bonitinho para essa danadinha. E o sorvete tem MUITA gordura. Entao, se a vontade bater, tem uma máquina chamada Yonanas que faz um novo conceito de sorvete. E para quem é vegano, misericórdia, é um MUST-HAVE. Mas, dá para fazer isso tranquilamente no processador. É só congelar frutas descascadas (quanto mais madura mais doce – uma ótima forma de economizar salvando aquela bananinha ou fruta que tá meio mole demais) e bater no processador. SIMPLES ASSIM. Seu sorvete fica pronto rapidinho e super natural.

Falando em natural, já reparou que o suco natural é bem mais caro que o refrigerante em restaurantes? Pois é. Mesmo a fruta sendo mais barata que a lata de refrigerante, os restaurantes insistem em cobrar bem caro por um suco natural, mas não se intimide. Não dá pra tomar suco? Leve uma fruta na mochila/bolsa.

—————————————————————

“Bicho gente está doente, mata o mundo, mata a gente, parem as guerras, deixem a Terra em paz” – Cólera.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s